quarta-feira, junho 29, 2005

A idade não perdoa

Como ontem o meu dia de trabalho não me propriamente de feição, quando acabei de jantar sentia-me um bocado deprimido e pensei com os meus botões “Eh pá, é melhor o Distribuidor ir ver um pouco de televisão. O Distribuidor tem de desanuviar. O Distribuidor precisa de relaxar”. Quando dei comigo a falar comigo próprio na 3ª pessoa apercebi-me de que estava a atingir o meu limite.
Quando liguei a TV reparei que estavam a passar dois programas de humor. Nada melhor para aliviar o stress. No canal 1 estava a dar o Mr. Bean e na RTPN uma entrevista com Dias da Cunha. Parvoíce por parvoíce mais vale o Dias da Cunha porque temos de dar primazia ao humor nacional.
O espectáculo durou hora e meia e o artista revelou as inúmeras qualidades que o têm destacado ao longo dos últimos anos, das quais aproveito para destacar algumas.
- O sujeito tem a capacidade de, ao responder a uma questão, fazer com que o espectador se esqueça de qual a pergunta que foi feita pelo entrevistador, devido ao enquadramento histórico e contextual que faz, bem como devido tempo que demora a pensar;
- A coerência é, sem dúvida, o seu ponto forte. Jorge Gabriel perguntou-lhe se o manifesto falhasse ele continuaria por mais alguns anos, a resposta foi afirmativa, mas quando Carlos Daniel lhe perguntou o que se iria passar no ano do centenário, o artista respondeu, “Queremos ganhar tudo, principalmente porque é o meu último ano à frente do clube”. Então??? Em que é que ficamos? ;
- Finalmente explicou o que é o sistema. É o sistema de gestão das carreiras dos árbitros. Esperem lá, não é isto. É o grupinho de pessoas que, segundo ele, puxam os cordelinhos. Ou não será bem isto? Acho que vou esperar pela próxima entrevista.
Entretanto as horas foram passando, e as asneiras aumentando:
- À pergunta, “O Benfica foi um justo vencedor”, respondeu categoricamente Não, que o melhor tinha sido o Sporting.
- Que o Benfica tinha sido levado ao colo, mas LFV estava isento de qualquer responsabilidade.
- Que o Sporting, no ano dos 17 ou 18 penalties a favor, entre o deve e o haver de erros de arbitragem, não tinha sido favorecido.
- Fernando Santos tinha sido despedido devido a uma avaliação negativa mas Peseiro tinha até tido um aumento de funções devido ao seu excelente trabalho.
- Barbosa e Rui Jorge foram “dignamente” empacotados.
- Que Manoel era um excelente ponta de lança.
- A ida de Paulo Assunção para o FCP em detrimento do Sporting não tinha sido da responsabilidade de Pinto da Costa.
Enfim, o post já vai longo e o sujeito ontem brilhou ao mais alto nível e é impossível enunciar aqui todos os disparates ditos. Teria possivelmente de transcrever toda a entrevista.

Tudo isto para dizer que a idade não perdoa, que a loucura impera no reino do Leão e que, com muita pena nossa, será a última época que temos para rir que nem uns perdidos com este senhor.

3 Comments:

At 6/29/2005 01:40:00 da tarde, Blogger O pé que está mais à mão said...

ah ah ah ah
lindo!

 
At 6/29/2005 03:22:00 da tarde, Blogger Distribuidor de Fruta said...

Só mais um apontamento delicioso.
Ontem, Dias da Cunha disse claramente que tinha sido oferecido a Pedro Barbosa um lugar numa das equipas técnicas dos escalões de formação. Hoje, o mesmo PB, em entrevista à Bola, penso eu, desmentiu o seu ex-presidente dizendo que este estava a ser enganado pois não lhe tinha sido oferecido lugar algum.
Agora tem de se pensar o que provocou isto.
Estão-se todos a cagar pó velho e dizem-lhe coisas que não se passaram na realidade? O PB é um tangas? Ou o raio do velho vem para a televisão dizer aquilo que lhe apetece não percebendo com isso que está a cair, pela enésima vez, no ridículo?
Ou então, a escolha acertada, o senhor já não diz coisa com coisa?
Seja como fôr, impera a barafunda no reino do Leão...

 
At 6/29/2005 03:43:00 da tarde, Blogger Dourador de apitos said...

Eu já só apanhei o "replay" na RTP 1, às tantas da manhã.
Foi remédio santo para adormecer...
O velho é mesmo uma vergonha e ainda consegue falar pior e ser menos coerente do que o saudoso Vale e Azevedo.
Deve ser daquele alemão que lhe dá a volta à cabeça...

 

Enviar um comentário

<< Home