quarta-feira, julho 27, 2005

Esforço, dedicação, devoção e glória

"Sá Pinto anuncia fim da carreira"
Odiado por uns, amado por outros (como o meu caso), é com muita pena que constato que esta será a última época de um dos melhores profissionais que o Sporting teve. Penso também que estava na altura de abandonar o futebol, mas não deixo de sentir uma enorme tristeza de o ver sair.
Não está aqui em causa o valor do nº10 leonino. Há pessoas que dizem que Sá Pinto "não presta" e outros que afirmam ser um jogador de "alto nível". Mas não pretendo analisar as características deste jogador. Apenas desejo agradecer ao avançado leonino a forma desigual como "viveu" a camisola verde e branca. E não há ninguém que pelo menos não enalteça a raça deste atleta.
Esforço, dedicação, devoção e glória. Eis a melhor forma que encontro para descrever a carreira do "Sá" pelo meu clube. Obrigado.

4 Comments:

At 7/27/2005 08:35:00 da manhã, Blogger meia distância said...

glória?

 
At 7/27/2005 10:03:00 da manhã, Anonymous Pontapé na Atmosfera said...

Ia por exactemente o mesmo post que o meia distância. Glória??

 
At 7/27/2005 10:08:00 da manhã, Blogger Distribuidor de Fruta said...

"a forma desigual como "viveu" a camisola verde e branca."

Já se esqueceram do regresso do Sá a Portugal... aquele regresso em que ele disse que era portista e que o sonho dele era jogar no Porto.

E, já agora, glória??? :)

 
At 7/27/2005 03:04:00 da tarde, Blogger LEÃO DESDENTADO said...

Acredito que de facto Sá Pinto atingiu mesmo a glória. Apesar de só ter ganho uma Taça de Portugal, uma Supertaça (em 1995 pelo Sporting) e ter representado a selecção por 43 ocasiões (motivos para "alegar" glória), penso que atingiu a glória eterna quando espancou Artur Jorge em 1997...

 

Enviar um comentário

<< Home