terça-feira, julho 26, 2005

umA maneira de estar na vida...



6/6/2000

Pode parecer só uma data, mas é precisamente a data em que apareceu esta fotografia n'a Bola. Curiosamente, ou não, o mesmo dia em que nasceu o meu primeiro filho. Coisas do destino: via partir um dos meus meninos; chegava o mais importante de todos.
Sofro com o Benfica. Choro com o Benfica, nas alegrias e nas tristezas, nas vitórias e nas derrotas, nos cânticos e nos assobios. Parece um casamento, mas é mais que isso. Ser Benfiquista não é um sacramento, ser do Benfica é um estado de Alma.
Chorei várias vezes. A última foi este ano, de fora da janela do carro nas ruas de Lisboa, a comemorar o primeiro título de muitos que os meus filhos vão ver.
Chorei quando entrei na nova catedral. E disso se riu o menino afogado no rio, até chegar ao seu lugar (ao lado do meu, só que eu entrei 5 horas antes) e eu ver a lágrima no canto do olho, qual bonga com saudades de Angola.
Chorei quando o Diamantino se lesionou na jornada antes da final contra o PSV, em jogo contra o Guimarães, e chorei mais ainda quando o Veloso permitiu a defesa do Van Breuklen.
Chorei muitas mais vezes, umas de tristeza outras de alegria.
A minha maneira de ver o Benfica é diferente da vossa.
Eu nunca, mas nunca mesmo, digo mal do meu clube seja onde for. Muito menos no meio de lagartos.
Eu acredito sempre. Se o Benfica estiver a 8 pontos do primeiro a 3 jornadas do fim, eu passo a semana a pensar nas comemorações do título. Mesmo se isso acontecer a duas jornadas do fim... ainda acredito.
E, por isso, as vitórias e conquistas sabem-me com certeza melhor a mim do que aos outros. Aqueles que passam a semana a escrever aqui: "assim não vamos a lado nenhum... este gajo é burro... o outro não joga nada... cambada de chulos... burros... etc, etc, etc..."
Não querendo dar-me ao trabalho de fazer "copy/paste" de muitos dos posts deste fim de campeonato, apelo apenas à vossa consciência, perguntando aos meus caros Benfiquistas,: que prazer têm vocês quando se sentam no vosso lugar anual a ver uma equipa da qual disseram mal a semana toda?
Se não acreditam, porque é que vão aos jogos, ou os vêem na televisão?
Não acredito que as vossas comemorações sejam sentidas, depois de vos ver escrever o que escrevem...

menino, maio 2005: Vamos ver se conseguem o apuramento directo para a liga dos campeões."


Por isso, quando oiço referências ao meu facciosismo, só penso: é bom viver assim.



P.S: já tenho avançado para o Benfica, estou só à espera do euro-milhões.

11 Comments:

At 7/27/2005 12:50:00 da manhã, Blogger LEÃO DESDENTADO said...

Parabéns pelo texto. Porém, NA MINHA OPINIÃO penso ser necessário por vezes tomar uma posição crítica em relação a algumas medidas tomadas pela direcção do emblema da nossa eleição, já que os sócios são a "alma e coração do clube" e também têm o direito de se manifestarem. Em todo o caso, afirmo mais uma vez que gostei muito deste texto, respeito plenamente a tua maneira de "viver" o Benfica e talvez inveje um pouco esse "facciosismo" desmedido...

 
At 7/27/2005 10:18:00 da manhã, Anonymous Pontapé na Atmosfera said...

Há muito que observo este blog, e os teus comentários me pareciam familiares, e com este texto, informação e foto, verifico que és mesmo a pessoa a quem eu associava este BENFIQUISMO, já O testemunhei muitas vezes e ouvi relatos De-le mais ainda através do meu irmão... tudo o que aqui escreveste é verdade
Realmente os teus comentários tinham tudo para serem familiares...és familia!!
Só tenho pena de não termos lugares perto um do outro, ainda recordo com amigos que tambem me acompanham e sempre acompanharam nas idas à Catedral os bons momentos de alegria, tristeza e certamente muito bom humor passados!

Um Abraço!

 
At 7/27/2005 10:23:00 da manhã, Blogger Distribuidor de Fruta said...

Cada um vive o clube, e a vida deste, da maneira que achar melhor. O clubismo, a satisfação nas vitórias ou a tristeza nas derrotas não deve ser questionada por só se dizer bem ou por só se criticar.
O que não me parece admissível é acharmos que nós é que somos os melhores e que a nossa forma de viver estas coisas é que é a correcta e os outros, tal como tu pensas... que se fodam, são uma merda. Penso que os extremismos não nos levam a lado nenhum e as ditaduras, convenhamos, já estão fora de moda.
Isto leva-me a outro assunto. Nada te dá o direito de, indepedentemente do clube e opinião, chamar monte de merda a quem quer que seja. Situação que, de resto, tenho a certeza que não se voltará a repetir.

 
At 7/27/2005 05:27:00 da tarde, Blogger meia distância said...

Em primeiro lugar: vou faltar à regra de não responder.
Segundo: nunca disse que os outros eram uma merda por não serem como eu... muito menos quero que se fodam (nem que seja por serem Benfiquistas). O que me custa é perceber qual a razão que faz com que pessoas que se fartam de dizer mal do clube que seguem, as leva a sentar-se no estádio para o ver jogar. Eu, por exemplo, digo mal do teatro de revista, critico os actores tipo marina mota e afins... por isso, não os vou ver.
Relativamente às ditaduras, sinceramente não percebo onde queres chegar. Que eu saiba, não obrigo ninguém a ser Benfiquista (nem o meu filho), quanto mais a ser faccioso.
Quanto ao monte de merda... tens razão. Nada me dá esse direito. Mas, a verdade é que o texto do gajo não merecia outra coisa. Uns mandam para o car... , outros dizem monte de merda...
Mais uma vez, maneiras de estar na vida.
Esclarecido?

 
At 7/27/2005 05:42:00 da tarde, Blogger Distribuidor de Fruta said...

Como só tu me saberias esclarecer...

 
At 7/27/2005 06:16:00 da tarde, Blogger LEÃO DESDENTADO said...

Nem imagino o que seria se o teu filho não fosse benfiquista... :))

 
At 7/28/2005 09:07:00 da manhã, Blogger meia distância said...

tratava-o tão mal como trato a ti...

 
At 7/28/2005 12:56:00 da tarde, Blogger meia distância said...

Já agora: no tempo da ditadura é que se censurava... não se apagavam comments porque não havia blogs, mas se houvesse...

 
At 7/28/2005 01:14:00 da tarde, Blogger Distribuidor de Fruta said...

Se tu dissesses o que dizes agora no tempo da ditadura, estarias agora provavelmente a passar férias no Tarrafal.

 
At 7/28/2005 01:32:00 da tarde, Blogger meia distância said...

nem pensar...
não te esqueças que foi o oliveirinha que não deixou o Eusébio ir para itália.
Era cá dos meus.

 
At 7/28/2005 02:45:00 da tarde, Blogger LEÃO DESDENTADO said...

É verdade. A juventus ofereceu 50 mil contos na altura (uma fortuna) mas o Eusébio "não pôde" sair.

 

Enviar um comentário

<< Home