terça-feira, setembro 27, 2005

Foi pena...

Para que fique bem claro: estava pelo SLB e tenho pena que o mesmo não tenha ganho o jogo. Neste sentido, a única alegria que retiro do jogo de Old Tafford não é o resultado, mas sim a forma como o mesmo aconteceu, ou seja, por culpa exclusiva do Koeman, designadamente da 1.ª substituição que fez. Com efeito, o SLB de hoje demonstrou que, não estando mais fraco do que a época passada, tem um treinador que o torna menos forte em determinados aspectos...
Indo ao jogo:
O SLB perdeu uma oportunidade única de vencer o Man Utd (o mais desfalcado - não digo fraco porque isso é subjectivo - de que me lembro) em casa. Sempre que quis vencer o jogo dominou-o e sempre que pôs a bola no chão e a trocou como os portugueses bem sabem, pôs os Red Devils às "aranhas"....
Ao contrário do Gabriel Alves (essa "besta" sagrada), acho que o Koeman acertou em cheio ao meter o Beto de início (isto não obstante o mesmo não ter jogado nada). Com tal opção ganhou a batalha numérica no meio campo (o 4-4-2 é complicado contra equipas que jogam em 4-3-3 ou 4-2-3-1), metendo o Petit a vigiar o Scholes, o MFernandes e o Beto os outros dois médios-centro ingleses e entregando a ala direita ao melhor extremo-direito que o SLB tem, o Nélson. E se tivesse o Karalhounis para meter em vez do Beto ou para o substituir durante o jogo, provavelmente, as coisas ainda teriam corrido melhor...
Foi então, já com 1-1, que o Koeman cometeu o seu maior erro: em vez de tentar ganhar o jogo tentou empatar. Tirou o Miccoli (que segura muito bem a bola), "abandonou" o NGomes aos centrais e meteu o Beto atrás do ponta de lança (o que só pode ser piada ou ilusão). E, só com isto, perdeu a bola, fez os jogadores perderem ambição e perdeu o jogo...
A nível individual, destaque para o Petit (esteve em todo o lado), para o Nélson (mais uma vez) e para o RRocha (instransponível). O Miccoli, sem impressionar, pareceu-me muito inteligente e muito bom a segurar a bola.
O jogo de hoje, o do FCP em Glasgow e o do SCP no domingo, mostraram bem a diferença entre os treinadores dos 3 grandes, diferença que vai marcar, de forma incontornável e insistente, toda a época:
O Co não sabe jogar para empatar e nunca faz substituições para segurar o resultado, antes preferindo "meter a carne toda no assador". Estou certo que o teria feito em Manchester...
O Koeman é holandês, logo joga, tendencialmente, ao ataque, mas adorava ser mais "italiano". Parece ter a particularidade de não saber mexer na equipa, mas também há que admitir que o banco continua (muito) curto...
O Peseiro não sabe o que é. Diz que joga sempre ao ataque, mas parece querer começar a convencer-se que sabe gerir resultados. Sempre que mexe na equipa corre mal, é assobiado ou "falam sozinhos" com ele...
A diferença é no fundo de filosofia:
O Co pensa que tem mais hipóteses de ganhar jogando ao ataque e convence-se que jogando para o empate nunca pode ganhar...
O Koeman gosta de atacar, mas a "mão" foge-lhe para a posição em que jogava...
O Peseiro é um hermafrodita. Borra-se contra os grandes e tem um medo de morte de continuar/voltar a perder jogos que estava a ganhar e de ser acusado de não os saber gerir...
Qual será a melhor das 3? Os resultados, como sempre, é que o vão dizer...
Agora lá que espectáculo é com o Co, lá isso é.

11 Comments:

At 9/27/2005 11:36:00 da tarde, Blogger meia distância said...

gostei da sua análise ao jogo. em relação ao beto, teria saído ao intervalo, dando lugar a geovanni.
em relação aos treinadores, tem razão, mas em termos práticos os resultados são os mesmos: derrota em glasgow do porto, derrotam em Mnachester do Benfica. Não há dúvida que espectáculo é com o CO... desde o tempo do taveira. Mas jogar bem e perder é plagiar peseiro... que, por seu lado, contra 10 a ganhar plagia trappatonni... no fim, só Koeman foi igual a si próprio...

 
At 9/27/2005 11:41:00 da tarde, Blogger Dourador de apitos said...

Concordo com a sua conclusão e apreciei a sua chalaça relativa ao Arq. Tomás...

 
At 9/28/2005 02:09:00 da manhã, Anonymous crl said...

Apesar de um ter titulos e o outro não... que diferença entre as laranjas!!!!!!!

 
At 9/28/2005 08:50:00 da manhã, Blogger O pé que está mais à mão said...

Sr Dourador,
parabéns pela sua análise do jogo do SLB. Não podia estar mais de acordo. O Benfica perdeu por falta de ambição. Como dizia um treinador holandês há pouco tempo, quem joga para empatar acaba por perder. Mesmo que seja por 15 minutos, acrescento eu...

 
At 9/28/2005 10:44:00 da manhã, Blogger Distribuidor de Fruta said...

Faltou-te destacar o Manuel Fernandes que quanto a mim esteve ainda melhor que o Petit. Outra palavra para o Leo que parece que afinal não sabe só atacar.

Passando à discussão dos treinadores, e não abordando Peseiro, porque claramente não pertence a essa classe, concordo que a filofosia de Adriaanse é pura abordagem popular, de quem parece estar sempre em campanha eleitoral... espectáculo, golos, ataque... e palhaçadas faladas em português como a de ontem. Koeman é mais realista, também tendo em conta o plantel que tem. Umas vezes a coisa sai-lhe bem, outra nem por isso.
Quero ver quantos jogos o Porto irá perder porque, estando 0-0 a 10 minutos do fim, Adriaanse lembra-se de tirar os dois defesas laterais e colocar dois avançados. E será nessas alturas que quero ver os adeptos do Porto virem aqui bater-lhe palmas... claro que esta minha teoria cai por terra se o Porto nunca passar por estes amargos de boca e chegar sempre aos fins dos jogos a ganhar por 2 ou 3.

 
At 9/28/2005 11:06:00 da manhã, Blogger Zé Eduardo said...

ola bom dia.

a inclusão do Beto a meu ver teria sido positiva se numa posição que não na direita.
Beto é um jogador limitado, e coloca.lo a jogar numa posição que nem sequer é dele acaba com as aspiraçoes de fazer uma boa exibição.

Koeman voltou a inventar, e uma vez mais perdeu o jogo. Não conhece os jogadores, não fala com eles não sabe o que quer. Palpita.me que Simão vai voltar a ser o menino preferido do coach.

Quanto aos treinadores... o Adriaanse pode nunca ter ganho nada, mas joga com uma ambição enorme. O aspecto mais frágil que tinha, a defesa, começa a não ser assim tão frágil... O Futebol de ataque passa por uma boa consistência defensiva... e não é preciso ter dois trincos para não se perder um jogo.

Boa análise ao jogo apesar de tudo :)

http://apanhabolas.blogspot.com

 
At 9/28/2005 11:15:00 da manhã, Blogger Zé Eduardo said...

Caro distribuidor de fruta.

Os jogos teem 90 m... e caso ainda não tenhas visto um jogo do Porto, eu posso tentar expor o meu ponto de vista.

Co Adriaanse NÂO ESPERA pelos últimos 10 m... em quase 10 jogos oficiais, nunca o fez... Exerce uma pressão muita alta e tenta sempre resolver o jogo o mais cedo possível.
Contra o Rio Ave... foi um jogo muito dificil... o Porto jogou contra uma equipa que não queria sofrer golos, que foi ao Dragão para empatar... sem descuidar a defesa, cpnsegui colocar 4 atacantes... Adriaanse interpreta a filosofia de jogo como deve ser... atacando, querendo ganhar... e não se pode criticar quem quer ganhar. Os S's e os Se calhar's, valem o que valem

 
At 9/28/2005 11:21:00 da manhã, Blogger O Menino Afogado no Rio said...

Olha, mais um cozinheiro!!! meu amigo zé eduardo, ainda não sabes que pressão alta é na cozinha!!!! Deves ser da escola do Peseiro.

 
At 9/28/2005 11:22:00 da manhã, Blogger O Menino Afogado no Rio said...

Pena, o caralho!!!!!! O cabrão do holandês borrou a cueca e mais uma vez falha quando mexe na equipa. Era notório que o Beto estava completamente de rastos e só um cego não o tirava ao intervalo, mas como o gajo para alem de cego é burro, deixou-o em campo onde perdeu dezenas de bolas, onde nunca soltou uma bola no tempo certo, mo fundo errou, errou, errou.
Mas eu tenho por habito olhar para estes desgraçados e não imputar-lhes qualquer culpa, o verdadeiro culpado é o filho de uma grande puta do Koeman. Peço desculpa pela linguagem, mas tinha que libertar o que me vai na alma.

Koeman, ganhaste mais um inimigo, domingo falamos!!!!!!!!!!!!!

 
At 9/28/2005 11:30:00 da manhã, Blogger Distribuidor de Fruta said...

Caro Zé Eduardo,

Pressão alta, como diz o Dourador, é na culinária do Peseiro. E não há treinador de um grande que não tente resolver os jogos cedo. Não tens melhor exemplo para isso do que os dois últimos jogos do Benfica para a Liga. (Leiria e Penafiel).
"Contra o Rio Ave... foi um jogo muito dificil (...) contra uma equipa que não queria sofrer golos", e não são assim todas as equipas que vão ao Dragão???
Atenção que eu não estou minimamente contra o Adriaanse, penso que a filisofia dele é a ideal, é a atacar que se ganham jogos e que se levam pessoas aos estádios. O que eu não quero deixar esquecer é a derrota contra o Rangers por indesmentível e gritante culpa do treinador, que não satisfeito com o empate (que era um excelente resultado) partiu em busca duma vitória e não conseguiu mais que a derrota.
Há que jogar para a frente mas com os pés assentes na terra e não embarcar em loucuras.

E já agora, hoje fala-se que o Koeman não teve ambição para ganhar o jogo. É um facto... não teve. Mas se tivesse lançado o Geovanni para o lugar do Beto em vez daquilo que fez e o Benfica tivesse perdido na mesma o jogo, hoje não faltariam por aí os abutres do costume a dizer que o Koeman tinha tido mais olhos que barriga e que deveria ter defendido o empate. Foi a opção dele, há que respeitar e aceitar porque, por apenas 5 minutos, hoje Koeman não é o melhor treinador do mundo.

Como diz o Jaime, "é uma faca de dois legumes".

Zé Eduardo, continua a passar por cá... és muito bem vindo.

 
At 9/28/2005 12:29:00 da tarde, Blogger Zé Eduardo said...

1º Pressão Alta Existe no Futebol... mantenho como o Peseiro essa expressão, e o Mourinho embora a venha criticar, nos inícios do FCP tb a usou.. só que agora fica.lhe bem dizer que é de cozinheiro.. O Porto prima e pauta o seu futebol por começar a pressionar logo na linha avançada, para recuperar a bola... o que chamam a isto???

2º Sim.. o Belenenses chegou ao Dragão com a intenção de ganhar, só que a ideia do Carvalhal era tentar fazer isso em contra ataque, e nunca em ataque continuado...

Não... nem sempre os grandes tentam ganhar logo os jogos, usam por vezes uma calma excessiva... que adia e só causa ânsia nos jogadores...

Não sou expert de futebol.. nem nunca serei... apenas é isto que acho.. desculpem se não vou contra as vossas ideias... :)

 

Enviar um comentário

<< Home