quinta-feira, setembro 22, 2005

Vêm aí mais uma "vedeta"...

“Anderson fez tudo menos o golo, que esteve, no entanto, perto de acontecer logo aos 5 minutos, através de um remate que lhe saiu perto do poste. Mas, escassos momentos depois, e na conversão de um livre, colocou a bola na cabeça de Igor, que inaugurou facilmente o marcador. Seguiram-se mais algumas diabruras do ainda jogador do Grémio, que obrigaram, inclusivamente, o técnico da selecção da Holanda a prescindir do seu habitual 3x4x3 para um mais conservador 4x3x3. Foram 20 minutos de completa genialidade de Anderson, a comprovar a tese de que será, a curto prazo, um dos melhores jogadores do Mundo.”
No entanto:
“O JOGO assistiu ao arranque de Anderson no Mundial de sub-17 do Peru na companhia de um olheiro do Bayer Leverkusen. Este último começou por salivar com os vinte minutos iniciais, mas no final concluiu que, bem vistas as coisas, o brasileiro conseguira terminar a partida sem trabalhar um bocadinho que fosse para a equipa. Isso fê-lo prever que Anderson vai ter dificuldades na Europa. E o homem não conhece Adriaanse.”
Ou seja, aqui temos mais um Roger em potência, que espero que, pelo menos, não seja pior que o Diego. Muito jeito, muita técnica, mas o Deco pode explicar-lhes como é que se joga futebol a sério no “velho continente”...

2 Comments:

At 9/22/2005 02:20:00 da tarde, Blogger Distribuidor de Fruta said...

Aconselho-te mais duas leituras sobre o mesmo tema... tudo na base do genial. É só para teres a perfeita noção de que o Roger, a comparar com esse menino, ainda tem muito para aprender...

http://terceiroanel.weblog.com.pt/arquivo/2005/09/22/a_magia_da_reportagem.html

http://fute-blogues.blogspot.com/2005/09/gnio-solta-ou-o-milagre-das-mas.html

 
At 9/22/2005 02:54:00 da tarde, Blogger Dourador de apitos said...

O jornalismo desportivo português está mesmo pela hora da morte...

 

Enviar um comentário

<< Home