sexta-feira, dezembro 09, 2005

Grande Senhor!!

«Só tinha duas hipóteses, ou acabava a minha carreira em Dezembro ou continuava a jogar e optei pela segunda hipótese, porque ainda sinto paixão e capacidade para o jogar», afirmou Jorge Costa, em declarações à Renascença.
O defesa portista admite que até pode não vir a fazer falta no campo, mas a sua presença no balneário era importante para a manutenção da mística portista: «Dentro das quatro linhas acredito que seja difícil de fazer falta, mas dentro do balneário provavelmente vou fazer.»
Jorge Costa assumiu ainda que esta decisão foi uma das mais difíceis da sua carreira, devido à forte ligação que tem com o FC Porto e adeptos locais: «Foram 14 anos no FC Porto numa ligação muito forte e não foi fácil, mas tive três meses para tomar a decisão. Agora, espero que tenha sucesso na Bélgica e que Porto também vença.»
Sei bem que o JCosta é, provavelmente, o jogador mais odiado (pelos adeptos rivais) do FCP.
Sei bem que só é odiado assim quem tem muito valor e muita importência para o clube que representa.
Sei bem que o JCosta já não é um jovem e que os melhores anos da sua carreira já la vão.
Sei bem que, sem desprimor, para o VBaía, para os adeptos portistas, o JCosta é o último grande símbolo do cluble.
Sei bem que, no seu actual pantel, o FCP não tem um jogador/homem capaz de substituir o JCosta e de desempenhar papel que ele vinha desempenhando.
Posto isto, cumpre-me dizer que é com mágoa e com tristeza, mas também com muita felicidade e respeito, que o vejo abandonar o FCP. Acho que o JCosta ainda podia ser muito importante para o FCP, mas também acho que o mesmo tem todo o direito de querer continuar a jogar futebol num clube que o queira e que lhe dê o seu devido valor.
Não concordo com a decisão de o dispensar, mas aceito-a. Há quem seja pago para tomar estas opções/decisões e, se necessário, assumir as consequências...
Seja como for, queria aqui homenagear publicamente o JCosta.
Foi um grande capitão do FCP e um digno sucessor do João Pinto, e foi um dos maiores centrais de sempre do futebol português, figurando, inquestionavelmente, na sua galeria de notáveis. Deu tudo pelo clube e pela selecção nacional, tendo ficado ligado aos maiores feitos do FCP e do futebol nacional.
Obrigado "capitão" e tudo de bom!!
Aqueles que ficam saúdam-te...

5 Comments:

At 12/09/2005 09:01:00 da tarde, Blogger meia distância said...

1. JC não é dos mais odiados.
2. ainda falta a grande revelação: é do Benfica desde pequenino. Sofria com o avô materno a ouvir os relatos do Glorioso. Os vizinhos lembram-se de o ouvir dizer: um dia vou ser o ponta de lança do Benfica.

 
At 12/10/2005 03:10:00 da tarde, Anonymous edu said...

O JC a par do baía eram os grandes senhores do balneario portista... hoje digo com grande magoa que se perdeu um simbolo, que se perdeu um lider... o lider maior do clube!!!!

Adriaanse... tinhas vindo a conquistar-me... agora posso dizer... es uma merda como treinador e um mentecapto!!!! Juntas.te assim no meu rol de odios a: Hugh Dalas (B. Munique vs Porto) Marc Batta (Alemanha vs Portugal) e Artur Jorge (nunca curti o bigode) :)

 
At 12/10/2005 03:50:00 da tarde, Blogger Figas_21 said...

Amen !


P.S.- ò meia distância , já agora quem é que não era do benfica quando era pequeno ??

 
At 12/10/2005 09:13:00 da tarde, Blogger The_Grouch said...

Mais odiado?? Kem me dera amim ter um capitão desses no slb, basta dizer so k o nosso capitao n manda no balneario... O Sr. Cu Adriaanse realmente n percebe nada de futebol... Pena tenho eu (sinceramente) k ele tenha saido do futebol portugues. Principalmente pena do Porto, pk vender um dos dois melhores centrais k tem (juntamente com o P. Emanuel) e uma burrice de todo o tamanho...

 
At 12/10/2005 11:53:00 da tarde, Blogger Distribuidor de Fruta said...

Dourador, tudo o que disseste é verdade, com uma pequena excepção. Penso que ninguém odeia o JC, muito pelo contrário, se há alguém que se deve ter como exemplo é precisamente ele. Penso que ele esteja acima de qualquer rivalidade clubística o que só reforça tudo o que disseste sobre o profissionalismo e o caracter do JC.
Espero, sinceramente, que venha a fazer-vos muita falta ainda este ano, não dentro dentro do relvado, mas sim dentro do balneário.

Que tudo lhe corra bem na Bélgica.

 

Enviar um comentário

<< Home