sexta-feira, dezembro 09, 2005

O FCP da CL

Vou tentar ser muito claro na análise da prestação do FCP na "Champs":
1. Pelo que fez no cômputo dos 6 jogos, o FCP não merecia passar à 2.ª fase da CL;
2. Pelo que jogou em Glasgow e nos 3 jogos em casa o FCP podia ter passado facilmente;
3. O jogo de Bratislava não foi a principal causa da eliminação;
4. Ao contrário da generalidade do "povão", acho que o treinador não foi o principal culpado da eliminação.

No seu percurso europeu, o FCP fez um jogo brilhante (Glasgow) em que perdeu por culpa do árbitro (golo irregular do Prso) e por culpa própria (5 golos falhados e uma casa do Pepe no 3.º golo sofrido). 3 bons jogos em casa: contra o Artmedia, em que perdeu por culpa exclusiva da defesa e do meio campo defensivo; contra o o Inter, que ganhou bem (e se o árbitro tivesse expulso os dois jogadores do Inter teria ganho muito bem); e contra o Glasgow, que empatou por manifesto azar, no único erro da defesa. E 2 jogos miseráveis fora: contra o Inter (que podia ter ganho e perdeu) e contra o Artmedia, que foi um não jogo (como é possível ainda haver jogos da CL em campos daqueles?).
O "balanço" é, portanto, muito negativo e confirmou aquele que era o meu desejo antes do início do jogo de Bratislava: que o FCP não seguisse em frente na Champs (onde iria ser facilmente eliminado por qualquer equipa, excepto, eventualmente, o Vilarreal) e se apurasse para a UEFA onde, de tão fraca que é a prova, ainda poderia sonhar com "coisas bonitas".
Mas nem isso aconteceu e bem, porque se alguém mereceu vencer o jogo, foi o Artmedia...
Falando, então, de causas (próprias, porque os árbitros não contam), acho o seguinte:
1. O FCP tem uma equipa com um potencial enorme, mas muito jovem e imatura e que não consegue/sabe aguentar resultados (revelou-se decisivos no jogo com o Artmedia em casa e nos dois jogos com o Rangers);
2. Na maior parte dos jogos, os jogadores do FCP não jogaram "à FCP";
3. A defesa do FCP é sofrível e não tem nível para estas andanças;
4. O FCP não tem um verdadeiro n.º 10 e o Diego é altamente nocivo para o jogo da equipa;
5. Há um FCP com e sem LLopez;
6. O Benny não está cá.
6 causas para os 6 pontos que chegavam e sobravam para o apuramento...
Mas, como qualquer treinador, o Co também tem a sua quota-parte de responsabilidade no desaire:
1. Continua por explicar o afastamento do JCosta que (ainda) podia ser o líder da defesa e da equipa;
2. É indesculpável a insistência (invertida a meio do caminho) em jogar sem um trinco de raiz;
3. As substituições de Milão foram inacreditáveis;
4. A voz de liderança, serenidade e motivação também tem que vir do banco;
5. Quem afasta o Postiga, o JCosta e o NValente, não pode aturar a mediocridade e burrice de um jogador como o Diego, bem como a displicência do Benny.
Em suma, o FCP foi eliminado, e bem, porque (ainda) não tem equipa para estas andanças. O Co teve alguma culpa e demonstrou bastante inexperiência, mas não terá sido o principal culpado e ainda continua a merecer o (meu) benefício da dúvida. Designadamente, e ao contrário dos jogadores, não o vi fazer nada de suficientemente grave ou decisivo para a a eliminação. Dizer que a culpa é sempre dos treinadores e poupar as "vedetas" é o caminho mais fácil, mas não vou por aí...

1 Comments:

At 12/10/2005 03:21:00 da tarde, Anonymous edu said...

Caro Dourador, permite-me alguns reparos...

Acho absolutamente impressionante o que se fez a jogadores como... Nuno Valente, Jorge Costa e Helder Portiga (jogadores que respiram Porto) e o que se tem feito a jogadores como MaCarthy, Jorginho e Pepe.. que dia apos dia mostram para quem quer ver que o lugar deles é em clubes que não o Porto.

Acho de igual forma... que o Co Adriaanse que mete mais agura que o Titanic... Quem não sabe nao fala... e ele tem.se incumbido de humilhar os portistas... eu falo por mim quando digo que não me revejo nas palavras dele!!!

O grande alicerce que vinhamos a construir nos ultimos 10 anos... a defesa... é neste momento o nosso pornto mais fraco.. defesas de outrora como.. Aloisio, F. Couto, Jose Carlos, J. Costa, R. Carvalho etc etc... não existem no Porto.. excepção seja feita ao P. Emanuel que ainda assim é um grande defesa.

vamos em primeiro lugar na liga.. mas as exibiçoes nao convencem ninguem... nao existe espirito de corpo no Porto, nao existe coerencia disciplinar... e é pena...

Fomos eliminados da champions porque os jogadores não estão capacitados que podem ganhar a qualquer equipa... basta não ter medo e jogar como sabem!!!

 

Enviar um comentário

<< Home