quinta-feira, julho 06, 2006

Professor Martelo

As minhas notas para 2006 (ainda antes do jogo de sábado):

Ricardo: 18. Graças a Luisão, aprendeu que as bolas cruzadas para a área são para afastar e não para tentar agarrar quando não é possível. Impecável nos penalties. Só não leva 19 por dois motivos: devia ter defendido o do Zidane e está no clube errado.

Miguel: 17. Grande Mundial. Se não fez mais, foi provavelmente por questões de disciplina tática. Mostrou que sabe mais do que há dois anos: agora até marca no segundo poste, não dando o espaço que costumava dar aos seus adversários.

Ricardo Carvalho: 17. Imperial. Espectacular no jogo aéreo, melhor ainda nas dobras. A nota baixou pelo erro da meia-final... um penalty daqueles não é comum num jogador desta categoria.

Meira: 18. Tem nota mais alta que o seu companheiro acima de tudo porque dele se esperava muito menos. Para mim, a grande revelação da equipa. Quando Jorge Andrade se lesionou pensei que seria o fim. Meira mostrou muita segurança e experiência, talvez por jogar "em casa".

Nuno Valente: 15. Nem sim, nem não. Não comprometeu. Não desequilibrou. A sua lesão crónica não lhe permite o ritmo de antigamente. É altura de procurar outro lateral esquerdo. Nélson? Paíto?

Costinha: 14. Devia ter sido a primeira vítima da remodelação ministerial. Sem ritmo. Mole. Sem o sentido posicional que o tornou um dos melhores na sua posição.

Maniche: 17. Calou aqueles que diziam que não tinha ritmo para um Mundial. Marcou um golo decisivo. Jogou e correu como em 2004. Infelizmente, mais nenhum remate atingiu o alvo como desejado. Daí o 17.

Deco: 15. É um jogador fenomenal (mas, também o é Ronaldinho, e foi o que foi). Eu, que fui um dos maiores críticos à sua naturalização, dei a mão à palmatória e, como muitos portugueses, depositei nele esperanças infundadas. É verdade que teve uma época desgastante (e coroada de êxitos), mas também é verdade que teve um Mundial descansado. O grande golo que marcou contra o Irão abriu o apetite... depois, desapareceu. Ontem não jogou. Desilusão.

Figo: 19. Um senhor. Queria, mais que ninguém, ganhar este Mundial. Fez tudo o que estava ao alcance dos seus 34 anos para o merecer. Não chegou. Ao contrário do que alguns dizem, sozinho não se ganha um jogo, nem contra o Irão, nem contra a França. Mereceia uma despedida melhor. A ver vamos no sábado.

Cristiano Ronaldo: 15. Pois é. Um produto de marketing a la ManU. O substituto de Beckham nas prateleiras da Megastore. O número 7. Pouco mais que isso. O "puto maravilha" que corre, corre, corre... mas não o vejo fazer nada. Não é mau jogador mas, tal como Beckham, há bem melhores do que ele. Teatro. Mergulhos. Cara de puto mimado. Penalty? Joga à bola (com os outros)!

Pauleta: 9. Só não tem menos porque marcou aquele golo contra Angola, antes de começar o Mundial. De resto, só pontos negativos. Não domina, não remata, não ganha bolas pelo ar, não defende, não marca golos. Só atrapalha. Se no Euro tinha lesionado Miguel no jogo da final, desta vez era melhor ter partido uma perna ao saír do avião.

Suplentes mais utilizados:

Petit: 16. Nervoso. Algumas bolas perdidas em zonas proibidas, alguns passes mal medidos. A entrega e ritmo do costume. Tentou algumas vezes de longe. De qualquer modo, entre ele e Costinha, as dúvidas eram poucas: Petit.

Simão: 17. Entrou sempre bem. Criou desequilíbrios. Marcou o ritmo de jogo, sempre que entrou. Marcou ao Irão de penalty e marcou o primeiro contra os ingleses. Devia ter jogado mais. Pena não ter um ponta de lança que soubesse tabelar na entrada da área (vocês sabem de quem eu estou a falar).

Tiago: 17. Bem. É um número oito, não lhe peçam para ser um 10.

Paulo Ferreira: 15. Abramovich devia descer o ordenado a Mourinho por tê-lo feito gastar o dinheiro que gastou, com Miguel ali tão perto.

Treinador

Um pouco menos de teimosia podia fazer-lhe bem, no entanto a sua força reside na personalidade forte e no seguir o seu caminho. É pena. Pauleta é uma aposta errada desde há vários anos. Deco também pode ser substituído. Nuno Gomes é muito útil. Costinha estava a render pouco. Tudo coisas que nós vimos, mas que o nosso Mister não quis ver.
Espero que fique mais anos. Os resultados têm sido óptimos, vamos ver se passam a excelentes.


Viva Portugal!

6 Comments:

At 7/06/2006 02:59:00 da tarde, Anonymous miccoli said...

A coisa que me fez mais impressão foi ver o Crouch, sozinho contra quatro jogadores portugueses, que agarrava sempre os charutos mandados pela defesa inglesa...era trocar o pauleta pelo gajo...

 
At 7/06/2006 03:56:00 da tarde, Blogger Francis said...

sem espinhas...

 
At 7/06/2006 05:51:00 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Patéticas considerações de um semi-analfabeto lampião.
Dislates mais óbvios - equiparar o patético suinão e o absurdo Tiago com Miguel. Ó Lampiolho tosco, o Miguel foi o melhor lateral direito do mundial!!!
O Paito a defesa esquerdo? ò artolas, o Paíto é moçambiquano e já jogou na respectiva selecção!! Nelson??? Depois do ridículo Europeu de sub-21 que fez, até se pergunta porque se naturalizam estas nódoas...
Deco e Ronaldo ao mesmo nível? Basta ter visto o jogo de ontem, para perceber a diferença abissal. Só um ressabiado paranóico (típico lampiurso, portanto) é que não compreende que Ronaldo é o sucessor de Figo, e será, se conseguir concentrar-se no futebol, um dos 5 melhores do mundo nos próximos anos. Comparar Ronaldo com Beckham é coisa de psicopata...
Petit?? Isto não era só para pessoas???
Dedica-te a apanhar bonés, pá. A tua vocação para essa actividade parece-me mais evidente...

 
At 7/06/2006 07:18:00 da tarde, Blogger meia distância said...

Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

 
At 7/06/2006 07:24:00 da tarde, Blogger meia distância said...

Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

 
At 7/07/2006 12:05:00 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Deixo esses hábitos para quem tem mais jeito... assim género adeptos de clubes com muitos gregos, que apreciam naturalmente a panasquice...
Essa do Ronaldo é boa... este meia distância, no intervalo de ser enrabado por um grego, deve ter uma fixação por saltos altos....
A Merche é só para homens... é tabu para animais e lampiolhos...

 

Enviar um comentário

<< Home